Abdominais, sim, mas escolha bem (II PARTE)

Se você alcançou o objetivo de reduzir a cintura e agora o que se está a pensar é marcar tablet, você deve continuar a exercitar os músculos de seu abdômen, mas não de qualquer forma. Além disso, e como você já sabe, você não pode descuidar da alimentação e atividade física. Certamente lhe terão dito que o que há que fazer para definir é suar e suar, mas é um erro. Neste link eu explico o porquê. Suar e suar para emagrecer, o erro que prejudicará a sua saúde.

Além disso, certeza que você já ouviu falar que você deve fazer muitas horas de cardio para definir. Outro erro que fará menos eficaz do seu treino. Há melhores estratégias para atingir seus objetivos. A combinação de trabalho aeróbico e de força é a melhor estratégia para definir e perder essa gordura subcutânea que se resiste. Após um treino com cargas ou com o nosso próprio peso, o metabolismo pode manter-se activo até mesmo 24-48 horas depois de fazer a sua rotina e por se fosse pouco, conseguirá ativar sua taxa metabólica em até 9% contra 3% de ativação dos treinos puramente aeróbicos. Para isso só terá que realizar rotinas de força 3 vezes por semana.

Outra coisa que não podemos esquecer é de envolver o CORE em nossos exercícios. Você deve manter-se ativo, de todo o teu cinto abdominal, quanto mais tempo, melhor. Enquanto faz seus exercícios de força, ao andar, correr,…

Vamos com as dicas para o abdômen:

  • Começa sempre por os abdominais transversos. Este músculo é um constrictor do abdômen e, portanto, sua função é a de reduzir e limitar a distensão do resto da musculatura abdominal.
  • Em segundo lugar, trabalha os músculos abdominais inferiores:Começando com exercícios que envolvam os músculos transverso do abdômen através de movimentos laterais.Continua com os abdominais inferiores da área central (sempre que se possa, é conveniente fazer exercícios em que se active, como músculos secundários ou auxiliares para os abdominais transversos).
  • Continua com os abdominais comumente conhecidos como laterais (oblíquos)
  • Continua com os abdominais “superiores”. A região superior do abdômen se contrai com mais potência do que a inferior em todos os exercícios, foi demonstrado que a atividade muscular do reto do abdômen é maior do que a registrada na parte inferior, tanto em exercícios de elevação do tronco, como os de elevação de pernas e pélvis. Por isso, praticamente não é necessário exercer esta área. Com um ou dois exercícios de entre 20 e 30 repetições, é mais do que suficiente.

Atenção: eu Sei que o abdômen é um único grupo muscular, a única coisa que pretendo é diferenciar os exercícios que envolvem ou ativam uma região ou outra deste grupo e, desse modo, diferenciar os exercícios.

Rotina de exercícios para o abdômen: Segue esta rotina 2 vezes por semana, em dias alternados, tenta adicioná-la em suas sessões, no final, por exemplo.

abd1abd2abd3abd4abd5abd6abd7abd8abd9

Espero que tenham resultado útil minhas dicas. Feliz início de semana esportiva (e de compulsão alimentar que nos esperam) a tod@s SPORTLIFER@S.

Feliz Natal

Fotografia: Cesar Lloreda

Leave a Reply