ALIANÇA FICTÍCIA… INDEFENSABILIDADE VERDADEIRA | o Limites? Mais além deles!

Não há necessidade de explicar de novo que o fechamento repentino da Spanair no passado dia 27 de Janeiro, provocou o passageiro e o funcionário da Spanair uma sensação de tremenda confusão… pelo menos assim eu poderia descrever minhas duas horas desde que o avião da Singapoire Air aterrou em Barcelona, 6:44 horas do dia 28 de Janeiro… “Spanair cessou suas operações e informe-se com o pessoal de terra”… assim me informou a máquina de barbear do número 900… o Foda-vá acordar e boas-vindas para casa depois de 28 horas de viagem!… E é que isso de Spain is Different! Vai ser tudo verdade…

Após mais de duas horas de caos onde pude me com um bilhete por 80 euros que tive que pagar do meu bolso e que nunca recuperaré (obviamente, além do da Spanair que não recuperaré), pude respirar um pouco mais tranquilo, mas… aqui começava outro caos pessoal…

… Estou sendo sócio do programa de pontos SPANAIRSTAR desde o ano de 2005, e este programa consistia em que se acumulavam uma série de pontos quando volabas com Spanair ou com qualquer uma das companhias da aliança “STAR ALLIANCE”, que Spanair fazia parte junto com empresas do calibre da UNITED, LUFTHANSA, AIR CANADA, SINGAPOIRE AIRLINES, AIR NEW ZEALAND, ANA, e um longo etc…

Parceiros da STAR ALLIANCE

Parceiros da STAR ALLIANCE

Evidentemente, esta quantidade de pontos que lhe permite trocá-los por passagens aéreas e além disso com um número x de voos lhe subiam de status, sempre e quando, os consiguieras no prazo de um ano.

Eu me encontrava no estatuto prata (Silver Member) e só precisava de seis voos mais para chegar a 30 e subir ao estatuto ouro (Gold Member)… Precisamente os 30 voos depósito acumularia com os 6 da minha turnê australiana (Lisboa-Barcelona-Cingapura-Melbourne) (Sydney-Melbourne-Barcelona-Sorocaba)… O estar em um estatuto ouro te permite fazer check-in 23Kg mais extra em qualquer companhia da aliança e, tendo em conta o que pesa a minha cadeira de competição é uma vantagem que eu ganho por ser um cliente fiel à “Spanair” e “STAR ALLIANCE” e ter ainda comprado bilhetes mais caros por voar com esta aliança.

Logo de a não-aliança STAR ALLIANCE

Logo de a não-aliança STAR ALLIANCE

Mas a coisa não fica apenas por aí… eu tinha (a cancelé ontem) um cartão American Express modelo (SPANAIR), se sim, Manda bolas! que me permitia obter pontos em minhas compras ou outros serviços, e que, como todos esses pontos ficaram perdidos no esquecimento, claro, os pouco mais de 60 euros que custava a sua manutenção anual que se esfumaron e não voltam mais… O melhor de tudo é que a operadora de crédito American Express, me solta um “nós Podemos oferecer-lhe um produto com as mesmas características”… Um perante estas afirmações, acaba por pensar que você está perdendo a sanidade.

… Com o meu status silver tinha acesso à sala VIP de Madrid ou Barcelona, sempre e quando tiver um voo com SPANAIR… precisamente ir a uma sala VIP, não me entusiasma pela sua catering para eventos ou outros serviços (duchas, sauna, etc…), mas quando cheguei a Barcelona em minha bunda precisava de duas coisas:

– Uma operação de implante cutâneo por parte do Médico Cavados

– Um sofá da sala VIP, onde poder aliviar a minha avermelhada traseiro

Eu aproximo-Me ao balcão da Spanair que esse rapaz estava carregando um verdadeiro marrom e seguro que também se perguntava se cobrar tais horas de tortura, enquanto o “empobrecido” presidente da Spanair Ferrán Soriano (600000 euros/ano de salário), certamente descorchaba uma garrafa de Moet Chandon em algum paraíso fiscal rindo do mundo. “SPAIN IS DIFFERENT AND CRUEL!”

… como dizia o funcionário ou ex-funcionário, já por então me dizia que o meu cartão de SPANAIRSTAR já não existia e que eu não conseguia acessar a sala VIP… A minha afirmação de ” eu acho continuo sendo membro da STAR ALLIANCE responderá a isso imagino“… adquiri um silêncio… o mesmo que eu tenho a minha seguinte afirmação:”Como é lógico, meus pontos e o meu estatuto da Spanair poderei transpasarlos a qualquer outra companhia da STAR ALLIANCE”…

Como um mendigo, tive que esperar uma amostra de caridade para que o empregado de Singapoire Airlines me entregasse um passe para a sala VIP… Me fez sentir como aquele senhor que toda a vida tem cerca de poupança no banco e, de repente, acontece um “corralito” e perde…

Como a mente dinâmica e aprovando a minha resignação, mas denunciando a mesma com tinta de veneno, na sala VIP publiquei o artigo “o Desastre fisiológica… o Desastre social” e o dei ao trabalho de milhares de passageiros afetados por tão repentino e “ético” fechar e os empregados, desempregados de SPANAIR.

Eu escrevi um tweet em inglês e espanhol com a STAR ALLIANCE @staralerts I hope all members from @Spanair#Spanair program can get their #flights and #points changing to another air company #frustrated … Basicamente lhes disse que esperava que a STAR ALLIANCE se fizesse cargo da situação e permitir transpasar os pontos e voos para outra companhia aérea da aliança.

Durante todos estes dias tenho obtido por parte da STAR ALLIANCE esse silêncio que evidencia uma negativa de responsabilidade por parte de tal Aliança?… Aliança que se “orgulha” de prestar alguns serviços invejáveis ao passageiro… de arroparlo em todo momento.

Com estas linhas, eu quebro meu silêncio e eu não espero resposta alguma… já não é preciso, perderam um cliente, e espero que a leitura deste manifesto, alguns milhares mais.

Atenciosamente,

Santiago Sanz

PS: Artigo dedicado ao Juiz Baltasar Garzón que, como principal baluarte da justiça em Portugal, foi condenado por fazer uso daquilo que neste país parece causar estragos nos mesmos organismos judiciais, não há que esquecer que o senhor Ferrán Soriano em qualquer país tivesse saído de seu domicílio exposado e talvez já estaria descansando entre grades, atualmente segue descorchando garrafas de MOET CHANDON para a saúde de seus ex-funcionários.

Leave a Reply