Carne vermelha, sim ou não? As respostas ao Relatório da OMS

churrasco de carnes vermelhas em blog de receitas fitnessMuito boas Guerreiras!! Que tal a semana??

Após o hype gerado na semana passada, depois que a IARC (Agência de Pesquisa contra o câncer que trabalha sob o guarda-chuva da OMS) fez pública uma nota de imprensa relativa ao consumo de carnes vermelhas e processadas, hoje eu pensei em explicaros tudo o que tenho compreendido a partir das informações que andei lendo por esses dias.

A IARC analisa e coletar dados relacionados ao câncer em todo o mundo e também se relaciona com determinadas exposições. De maneira, que até onde pude saber, tem duas formas de análise.

A primeira é que, a partir de estudos experimentais em animais, a agência deduz quais são os pressupostos cancerígenos (agentes que podem causar câncer em humanos. Neste caso, a carne processada. De forma que o relatório não recomenda comer mais de uma vez por semana, esse tipo de carne, mas não diz que se devam eliminar completamente essas carnes.

A segunda forma de análise é que, a partir de um estudo de coortes (estudo em que se faz Carne+magrauma comparação da freqüência de uma doença entre os dois grupos, um dos quais está exposto a um determinado fator de risco -neste caso, a carne vermelha-, e outra que não o é), deduz-se a probabilidade de ter câncer. A partir deste estudo, a IARC tem induzido que a carne vermelha aumenta “com uma certa probabilidade” o câncer de cólon. Este risco está criptografia e de acordo com o estudo tem até um 1,31 vezes mais risco de desenvolver câncer se você consome 100 gramas de carne vermelha por dia. Mas também não diz que as carnes vermelhas devem-se eliminar completamente.

Então, por que tanto alvoroço e quanta carne se pode comer?

O que tem acontecido é o de sempre, nos têm transmitido a informação em grandes manchetes e muitos de nós ficámos com aquela informação sem ler a letra pequena.

enchidos-no blog de receitas fitnessMas, além disso, esta nota de imprensa não avançava nada de novo, simplesmente adicionava a carne vermelha e processada a um estudo já publicado em 2002, onde já se anunciava que o consumo excessivo de carne, estava relacionado com o cancro colo-rectal.

Em conclusão, não se devem comer em excesso, nem carnes vermelhas ou processadas, mas não nos dizem que se devam excluir completamente da dieta.

As carnes vermelhas são as que provêm de animais mamíferos, como por exemplo, animais bovinos, ovinos e suínos não lechales. É aquela que em cru, vemos que tem uma cor avermelhada. Esta recomenda-se comer uma ou duas vezes por semana, enquanto que as carnes processadas (que são submetidos a manipulações para melhorar a sua conservação, sabor,… como por exemplo, salsichas, hambúrgueres, salsichas,…) como máximo você pode comer uma vez por semana.

De forma, que seguindo uma dieta mediterrânea equilibrada e fazer exercício físico regularmente irá reduzir o risco de doenças como câncer de cólon, próstata, mama,… mas também doenças cardiovasculares. Assim, já o sabeis, como sempre, você pode comer de tudo, mas com equilíbrio.

Um abraço meninas e espero ter elucidado um pouco as dúvidas que há de ter!!

Eu posso seguir em Facebook, Instagram e no meu blog de receitas fitness.

Carne+magra

Leave a Reply