Decálogo para o que começa a fazer exercício

Patricia Ramos @patri_psicologa
Andrés Ubieto @ubieto25

Chega o bom tempo e vontade de entrar em forma. Uns a operação biquíni, outros por se sentir mais fortes e alguns por mudar definitivamente o estilo de vida sedentário. O bom da atividade física e o esporte é uma disciplina que se enriquece com o trabalho multidisciplinar. Então, se sois dos que vão animar a levar uma vida mais ativa, segui antes de mais nada, essas dicas que deixamos Andrés Ubieto* @ubieto25 e eu. Um decálogo saudável para os que empezáis a praticar desporto nos dias de hoje. Se não tiver praticado antes do exercício, seja prudente. E se você tem algum tipo de doença, dor ou incómodo, consulte antes o seu médico.

1. Exercício e perda de peso. Não concentrar-se apenas no trabalho aeróbico, move os grandes grupos musculares. Isso significa que, além de correr, nadar ou andar de bicicleta você deve trabalhar a força. Não te marques perda de peso como um objectivo para já”, pode ser muito frustrante e aumenta a probabilidade de fracassar. Estar no seu peso é uma conduta saudável, como muitas outras, incorpóralas a sua filosofia de vida e assim você vai se sentir melhor.

2. Em relação ao exercício mais saudável, procure o seu esporte. Não tem que ser uma única disciplina. Busca atividades complementares, que cubram as qualidades físicas básicas (força, resistência, flexibilidade,…). Você pode jogar paddle ténis ou basquetebol e combiná-lo com a natação ou ciclismo, por exemplo. O que importa é que você realize o esporte com o qual você se sinta bem e aproveite. Assim, se você vai ajudar a ser constante. Não te voltes louco o primeiro dia e você quer fazer tudo de uma vez. Os benefícios não se conseguem na primeira semana. O que importa é que constrói o exercício a sua vida como uma rotina mais.

3. O Hidrátate! Não espere ter sede. Bebe antes, durante e depois de seu treinamento. Em atividades com duração inferior a uma hora, com água é suficiente, mas nas de longa duração, as bebidas isotónicas diminuem o cansaço. Se você não tem o hábito de beber água, o normal é que se esqueça. Estar hidratado, mesmo quando não se faz esporte, é saudável. Leva sempre uma pequena garrafa em cima, trabalhando, em casa ou na rua. É a melhor maneira de não se passe.

4. Quanto às crianças, acércalos ao esporte através do jogo. Busca atividades nas escolas predeportivas de sua área. Ensina-os a aceitar suas regras. Procura-se a atividades em que se gostem e se sintam à vontade. O esporte lhes transmite valores como trabalho em equipe, esforço e perseverança, e lhes ensina o respeito, a ordem e a cumprir as regras. Não castigues nunca as crianças com a tirar seu esporte. Você pode fazê-lo com a tele, a consola de jogos ou qualquer pequena máquina infernal.

5. Aquecer permite-lhe render ao máximo desde o início da atividade, evitar lesões e desfrutar de seu esporte. Faça um pouco de corrida contínua suave, mobiliza as articulações, realiza deslocamentos dinâmicos e estica seu musculatur. Ter uma conduta responsável e com prática de exercício faz parte de prevenção e promoção da saúde.

6. Volta à calma. Não terminar nenhuma atividade bruscamente. Faça isso também retroactivamente. Se você correr, acaba andando, pedales os últimos 5 minutos de sua saída em bicicleta mais pausadamente. Se você trabalha a força, acaba com exercícios aeróbicos, que envolvem a área trabalhada. Termina qualquer atividade fazendo exercícios de flexibilidade. Esticar ao finalizar a sessão é um comportamento saudável e responsável. Que se torne um hábito depende de ti.

7. Busca a roupa adequada em função de seu esporte, a temperatura e condições ambientais. Acima de tudo, preste especial atenção em praticar sua atividade com um calçado especializado. Leve a tigelasa e roupa de desporto sempre no carro. Assim você elimina a desculpa de passar por casa e que depois te der preguiça de voltar a sair.

8. Quanto à prevenção… Monitoração, ou para, atendendo aos seguintes sintomas.Se o seu batimento cardíaco dispara ou a estabilidade de suas articulações e a rigidez de seus músculos te impedem de desfrutar com o que você faz. Recorre a profissionais que se orientem. Não se obrigue se você sentir-se mal. Às vezes forças o exercício por continuar com o hábito e por medo de perder o ritmo. Mas as consequências de forçar podem complicar mais do que um simples contrato. Aprenda a conhecer-se e escuta os seus sinais.

9. Ideias erradas.

a. Agrupar-se de forma excessiva ou entrar plásticos só levam a deshidratarte, mas não a perder peso.

b. Ir treinar sem comer nada. Pegue frutas e hidrátate.

c. Não respeitar los dias de descanso, você deve assimilar as cargas do treino.

d. Não treinar por obrigação, deve ser algo prazeroso.

Não queira obter resultados imediatos através de comportamentos irresponsáveis. Além de ser um perigo, se afastam do objetivo.

10. Faça uma revisão médica completa, que se habilite para fazer esporte. Ouça a profissionais que têm a formação adequada. Se orientadas profissionalmente.

E lembre-se de começar progressivamente para assimilar o trabalho. Respeita as diretrizes de treinamento e recuperação.

Progride quando você vai conseguindo os objetivos marcados. Desfrute de seu esporte, pelo prazer de realizá-lo.

*André Ubieto é preparador físico e readaptador do primeiro time do Real Zaragoza. Treina e recupera a atletas de elite desde há 25 anos.

Leave a Reply