Dicas para perder quilos no verão. Operação De Setembro

acabei o colégio, chegam as férias, como Você conseguiu passar o curso sportlifero com nota? Você já suspenso? Na Sport Life as boas notas vêm quando se faz exercício, se alimentar de forma saudável e cuida da sua saúde com bons hábitos de vida.

Agora que chega o verão, até as pessoas mais saudáveis podem ter dúvidas na hora de mostrar o corpo na praia, exigimos muito e em fato de banho não é possível esconder as gorduras. Mas, como dizia há um mês este blog www.sportlife.es, dizemos que NÃO a dieta do biquíni ou do verão. Não são nada recomendáveis e não se pode perder em 2 semanas os quilos e a gordura que acumulamos durante um ano.

El verão já está aqui e tem que vestir o fato de banho ou biquíni. Há duas soluções: ir sem complexos em bikini como a primeira modelo de tamanhos grandes em bikini da revista Sport Ilustrated, Ashley Graham. Ou não ir para a praia, salvo se vai envuelt@ na toalha, canga, t-shirt, calças e mostrar o mínimo possível.

Cada um decide, por minha parte, há muito tempo que decidi aceitar o meu corpo, e eu tenho uma boa coleção de fatos de banho e biquínis de todas as cores e formas. Quem não gostar que não olhe, nem critique! Meu ano na Inglaterra, fez-me libertar-me nesse aspecto, tão português. Em outros países são menos tímidos do que nós, e penduradas sem complexos suas fotos no Instagram e facebook, e o que é melhor, ninguém se mete com eles!

Se te sobrarem alguns quilos e não encontrar seus abdominais, já é tarde para fazer um plano em duas semanas, mas não é má ideia para aproveitar o verão para se mimar um pouco, perder peso, perder gordura, tonificar e chegar a olhar o maiô ou biquíni para setembro. Você toca concentrar-se na recuperação da operação verão!

Deixo 15 pontos importantes na hora de perder peso de uma forma saudável, que te podem ajudar com a ‘recuperação’ neste verão:

1. Dieta e exercício. O binômio é o que funciona, o que dizem os estudos científicos, mas a lógica e a experiência levam anos avisando: os sacrifícios na dieta ou no centro de fitness são visíveis quando se combinam de cada vez. A dieta, por si só, não te ajuda a conseguir o corpo que deseja, ajuda a perder peso em quilos. O treinamento por si só também não te ajuda a ganhar massa muscular e perder gordura, mas não toda a gordura se você continuar comendo sem cuidado. Se você quiser um corpo bem formado, tem que trabalhar o que você come e o que você treina.
2. Concentre-se em equilibrar ‘fazer’ e ‘não fazer’. Há pessoas que preferem fazer coisas para emagrecer (exercício) e outras deixar de fazer coisas (comer menos). É perigoso generalizar, mas as pessoas desportistas preferem treinar mais para poder comer mais, e as pessoas não atletas, preferem comer menos para não ter que se mover mais. Se formos a qualquer um dos extremos, perdemos a saúde, podemos lesionarnos ou podemos acabar com deficiências nutricionais. O ponto médio é o ponto saudável. Mova-se cada dia, pela saúde física e mental. Não passe mais de duas horas em uma cadeira ou no sofá. E come as quantidades corretas dos alimentos mais benéficos, sem deixar de comer gorduras se são saudáveis, proteínas de origem animal e vegetal e carboidratos integrais e não refinados.
3. Elimina o açúcar branco e os açúcares refinados. É a chave para perder peso de forma permanente e mudar seus hábitos de alimentação, porque há que desengancharse do doce. A primeira semana é a mais difícil, mas vale a pena ver como você recupera o sentido do gosto, você descobre que há sabores como o ácido ou o amargo que te satisfazem, e até vão desaparecendo e a vontade de comer alimentos doces ou estes se sabem agora muito, muito doces.
4. Controla o que bebe. Tendemos a esquecer que a bebida também fornece energia, nutrientes, etc., pelo que, excepto a água e os chás de ervas sem açúcar, o álcool também conta, mesmo que sejam de bebidas com adoçantes, 0%. Verificou-Se que alteram a flora intestinal e não facilitam a perda de peso.
5. Adeus álcool, adeus. É difícil sair e ter vida social e não beber álcool, mas se você quer resultados, você tem que esquecer de toda bebida alcoólica durante alguns meses. Quando conseguir o corpo que deseja, você pode beber com moderação, de preferência vinho tinto, pelo menos tem as vantagens de seu conteúdo em resveratrol, um dos antioxidantes mais potentes.
6. Menos tempo, mais intensidade. Ou o contrário menos intensidade, com mais tempo. Tudo depende de como você estiver treinando até agora e os resultados. Se você levar muito tempo fazendo musculação no ginásio e você parado e não remover a gordura, você terá que trabalhar um pouco mais com o exercício cardiovascular. Se ao contrário, você corre mais de uma hora e não mais baixas da ‘chicha’, você terá que começar um circuito de força ou exercícios funcionais que ligar de novo o metabolismo para eliminar a gordura que já não elimina o exercício cardiovascular.
7. Proteína em cada refeição. É um tópico que ninguém cumpre, pois, quem pensa em proteína de manhã, quando um pequeno-almoço à pressa para não chegar tarde? A proteína não só ajuda a alimentar a musculatura para que se note que você está trabalhando, também tem um efeito saciante e te ajuda a comer menos entre as refeições.
8. Descubra onde está a sua musculatura. As fotos do antes e o depois enganam. Em um trabalho de pesquisa demonstraram como basta ensinar uma pessoa a posar para parecer mais magra com a mesma roupa, e no mesmo momento. Nem sequer usaram Photoshop. Basta uma boa postura, saber meter barriga e tirar o peito para parecer mais magro. Assim, não poses apenas em fotos e seja notificado. Adota uma postura ereta para a vida, irás melhorar o tônus muscular e ostentando tipo.
9. Identifica a sua fome. Há a fome física e fome por ansiedade. A primeira exige alimento para seguir com o dia-a-dia. A segunda, exige educação e vontade. Como desde pequenos estamos rodeados de alimentos em todas as horas, deixamos de saber que tipo de fome que temos, e comemos por tédio ou porque temos à mão o que queremos, não o que precisamos. Passar fome não é bom, mas um pouquinho de fome te ajuda a voltar a ter a sensação de ‘me soam as tripas’, esse sinal inequívoco de que há que comer, e não é qualquer coisa. Tenha a mão sempre lanches saudáveis, como frutas secas não torrados nem salar, iogurtes naturais, sem adoçantes e frutas frescas. Organiza bem os horários de refeição, para que não se ‘preso o touro’ e acabar comendo às 4 da tarde, um bolo de máquina de escritório. E se você tem ansiedade, pensa que a provoca e como você pode eliminá-la, às vezes, basta comer bem e manter-se organizado para ter o seu tempo de exercício por dia para acabar com a ansiedade e os petiscos calóricos.
10. Controla bem os caprichos, gánatelos como prêmios. Os corpos de capa não vivem a dieta a vida toda, sabem desfrutar de comida e podem sair para jantar o que gostam e até para os verá tomando snacks os domingos! A Cada semana, você pode ter um almoço ou um jantar livre quando tiver atingido o seu objetivo de treino e dieta. Só se você teve uma boa nota! Escolha bem o que você quer comer, e o que lhe apetece é um t-bone, não peça as batatas fritas e sobremesa, ou o contrário, se quiser sobremesa, coma uma salada com peixe grelhado. Concentre-se no prêmio, trabalha duro para obtê-lo e se divertir.
11. Acrescenta fibra a cada refeição. É outro tópico que ninguém cumpre, e não é difícil de conseguir. Cada refeição deve incluir pelo menos um alimento rico em fibra natural, solúvel ou insolúvel. As duas se ajudam a perder peso, bem equilibrando a flora intestinal, uma desconhecida, que cada vez ganha um papel mais importante na prevenção da obesidade, ou porque se enchem ao inchar com água na digestão, assim você come menos, não está mais em ter fome, sem esquecer do ponto ‘televisivo’, que a fibra o trânsito intestinal, para que você vá ao banheiro regularmente. Começa-se adicionar saladas aos seus pratos, você escolhe opções integrais de cereais, comes legumes, frutas frescas, legumes levemente cozida, pegou um punhado de frutos secos naturais, sementes como gergelim, linhaça ou chia, e algumas frutas secas como passas, figos, ameixas, bagas goji, etc. Se, além disso, incorpora alimentos com probióticos, como iogurtes, leites fermentados, col tipo chucrute, requeijão, etc., você Terá uma flora intestinal saudável, o que te ajuda a não ganhar peso.
12. Hidrátate com água e chás de ervas. Continuamos com os tópicos, e no caso de dietas de verão, a desidratação é um problema. Desidratar é perder peso, mas sem água não pode viver. Se o seu problema é de retenção de líquidos, que analisa a origem, muitas vezes não há uma causa médica que explicar, mas é um dos sintomas mais claros de um processo inflamatório, e a inflamação tem que controlá-la, porque está relacionado com muitas doenças e obesidade. Bebe água e chás de plantas naturais sem açúcar ou adoçante ao longo do dia, não de um empurrão. Controla as vezes que você vai ao banheiro fazer xixi, a cor e a quantidade. O normal é que se você beber muito, vá muito mais. E se beber água, a cor será mais claro, mas existe chás, como o chá ou o gengibre que interferem na sua urina.
13. Abraça os que já estão emagrecimento ou na forma. Agora é chamado de ‘ambiente obesogénico” a epidemia de pessoas com sobrepeso e obesidade que não sabem sair de seus maus hábitos, porque estão rodeados de pessoas iguais. Há um ditado muito português que resume o que você pode fazer para evitar as ‘más influências’: ‘Deus os cria e eles se juntam’. Se você rodeas de pessoas atletas e com bons hábitos de alimentação e saúde, acabar pareciéndote a eles, nas formas e no tipo de vida. Da redação do Sport Life estamos rodeados de revistas de esportes como Ciclismo a fundo, Oxigênio, Triatlo ou Bike, e na hora de comer, os novos sempre dizem que todos comemos muito parecido e muito ‘dieta’… Na verdade, comemos mais calorias do que eles, mas como nós treinamos, distribuímos melhor e as queimamos com o exercício. Ao final, os novos acabam treinando com a gente e comendo como gente. Não é fácil encontrar um ambiente que promova o exercício e a boa alimentação, mas comece pela sua casa, siga pelo escritório e acabar criando uma corrente que irá ajudá-lo a manter-te a ti e aos que te rodeiam em forma todo o ano.
14. Confira o peso e as medidas a cada semana. Não há que sua obsessão com a balança, há que comparados num único dia da semana, à mesma hora, de preferência pela manhã, em jejum. É conveniente investir em uma balança de bioimpedância, que indica o peso em quilos, o percentual de gordura, músculo e água, principalmente. Assim você pode ver se você perdeu gordura e ganhou músculo, embora não tenha perdido quilos essa semana. Aponta os dados, analisa os sucessos e fracassos e aprenda como funciona o seu corpo na hora de emagrecer, ninguém é como tu.
15. Aprenda dos que sabem. Se precisa de ajuda, procure um nutricionista-nutricionista, um personal trainer, inscreva-se a um centro de fitness, busca informações na revista Sport Life ou na estampa.sportlife.é, etc, vale tudo para aprender mais, buscar novas receitas, ver o que se está descobrindo na investigação sobre emagrecimento, mudar os treinos, etc., A idéia é que você acabe sendo o seu próprio ‘coach’, que encontre a alimentação e os exercícios que trazem à tona o seu corpo ideal.
Deixo-vos o vídeo da top model de tamanhos grandes Ashley Graham para Sports Illustrated, ou como olhar curvas sem complexos!

E como o riso emagrece, deixo-vos um vídeo coreano viral com o tema do michelin e emagrecer rápido:

Leave a Reply