Doping popular II | Medicina e saúde

Me têm dito no post anterior Doping popular I, tem sido um sucesso pelo número de entradas que já teve. O sucesso real seria que após ler esse ou este post, um atleta popular que se dopa, decidisse deixar de fazê-lo e desfrutar livremente das mesmas competições que ia fazer, mas dificilmente saberemos que isso é assim e temo muito, que tudo continuará igual. Mas, dado o interesse suscitado, eu decidi fazer um segundo post.

Neste caso, gostaria de saber se algum professor de língua poderia me ajudar a encontrar um termo que se adapte ao que representam dois tipejos dentro de o que é o doping. Vos apresento.

PRIMEIRO: A lista do “treinador”. ¡Vezes figurín o colega! Teria que avaliar muito bem os conhecimentos do supracitado, já que o mesmo supre a sua falta de conhecimento em programas de treinamento com a suplementação de substâncias dopantes e “mete” os pobres pupilos qualquer coisa para melhorar já que não é capaz de estudar o suficiente para obtê-lo por meio de um bom programa de treinamento. Mesmo se nos pomos a investigar, como seus planos de treino são copiados de algum livro, revista,… Este personagem (alguém me ajude, não sei como chamá-lo) é capaz de maltrechar a saúde de algumas pessoas que confiam nele, com tal de continuar cobrando a pasta que cobra. É que além disso, esses personagens não são nada baratos, costumam ser os mais caros e, além disso, como até se vendem o produto. “Com isso, não acontece nada, é um pouco doping, mas como não se vão fazer o controle não se preocupe” “Não efeitos colaterais não tem, se você só vai levar alguns meses, não se preocupe que eu tenho muito tempo trabalhando com esses produtos e não acontece nada” “Se todo o mundo o usa, até eu tomei e aqui me ver”. Já te convenci, já entrou em sua rede e em um par de dias destas com anabolizantes e estimulantes. Já está, simples assim tem sido, três, no máximo quatro frases e claro acima você vê os resultados, pois a bunda com ele. Bem, pois, a ti te digo, que você não tem um treinador, você tem um TRAFICANTE inepto e sem escrúpulos que não liga a mínima. Só lhe interessa que no início do mês, realizar a transferência de tudo o que você acordado. Estas pessoas há que fugir de tudo e, mesmo que se cruza com ele, não merecem a sua saúde. Como você acha que é exagero, mas se lhe conta ao seu companheiro, aos seus pais, aos seus filhos,… o que se propôs e a decisão que tomou, estou convencido de que poderão poder abraçar-te e agradecer eternamente a decisão que tomou. Mas para isso, você precisa de um par de coisas, o VALOR e a CONFIANÇA EM TI.

SEGUNDO: o Que dizer do meu colega! Se, de meu colega, o médico, não o medicucho, não o matasanos, Alguém pode me ajudar a encontrar um nome com semelhante canalha? Se você está me lendo, você é capaz de dormir? Personagem sem valores, sem humanidade, Onde tem guardado o juramento de hipócrates? Nem mesmo você é capaz de vê-lo, não já de lê-lo. Você não poderia olhar para o seu rosto, nem a mim nem a ninguém e dizer: “Sim, eu por 100-200-300,…€, faço receitas de substâncias dopantes a quem me pergunte” Você já pensou em colocá-lo na lista do registo do colégio de médicos? “Eu faço receitas com indicações ilegais” Ficaria bem, mas fazê-lo às escondidas, em segredo, ninguém o sabe, bom, pelo menos sabem o que têm que saber o que você explicou a sua mulher que o jantar neste fim de semana vai ser paga com o dinheiro de um atleta que irá competir no domingo, e que a sua saúde corre perigo? Espero que você atragante o pregado, ou o que se come, espero que não sMédico cirúrgicaeas capaz de dormir, de olhar nos olhos do seu parceiro. Aproveite tudo o que puder de seu carro de merda, de sua casa e quando algum de seus filhos, comece a competir em algum esporte, então dá anabolizantes para ficar estéril ou impotente ou que trave uma depressão, ou entrar estimulantes para que lhe de um infarto, ah!!!! não, o que o faz para que corra mais rápido, ou que suba a porta antes que o outro ou que seja capaz de levantar 1 kg a mais do que o outro, ah!!! A Vale. De verdade que não encontro um termo para descrever o que sinto ao pensar em alguém de minha profissão está fazendo a semelhante barbaridade.

Eu sempre achei que cada um, mais cedo ou mais tarde, terá o que merece. Esses personagens serão lembrados por muitos, por muitos atletas populares quando se dirigir a um médico e este é dizer: você tem um câncer, ou você teve um infarto, ou tem depressão, ou o seu sistema imunitário não funciona corretamente, ou você tem as hormonas alteradas e não sabemos o motivo. Então, as duas figuras, serão lembrados.

Não merece uma linha a mais, quedaros com a vossa merda e não a repartáis, que é nojento.

Leave a Reply